AAFIT e Sindifisco se reúnem com governador Rodrigo Rollemberg

O presidente da Associação dos Auditores Tributários do Distrito Federal (AAFIT), Jadson Januário de Almeida, o diretor de Relações Públicas da associação, Ananias Lopes Zedes, e o presidente do Sindicato dos Auditores da Receita do Distrito Federal (Sindifisco/DF), Rubens Roriz, se reuniram com o governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, para tratar de assuntos relacionados ao fisco candango, em especial da realização do concurso público, algo que não ocorre há mais de 20 anos. O encontro aconteceu na noite da última quinta-feira, 12, na governadoria.

Segundo Jadson Januário, o encontro foi positivo. “O governador demonstrou interesse em atender esse pedido não só nosso, mas de toda a população do Distrito Federal, pois entende que nossa categoria capta os recursos necessários para o governo se fortalecer e transformar a arrecadação em melhorias para a sociedade”.

Durante a reunião, Rubens Roriz fez uma avaliação da situação do Fisco candango. “O pessoal vai se aposentando e não tem como manter a força de trabalho e passar a tecnologia, o conhecimento e a expertise, já que o quadro não é renovado. Por isso, a solução mais viável para o Distrito Federal resolver os problemas financeiros que enfrenta é recompor a arrecadação tributária por meio do concurso”. Ananias Zedes complementou: “Aí, teremos condições de combater a sonegação, já que alcançaremos pessoas que hoje não pagam tributo”.

Segundo o diretor, hoje, apesar de a lei prever 1 mil auditores fiscais, o quadro não chega a 50% de servidores. “Temos apenas 49% do efetivo, sendo que 154 são auditores e 336 são transpostos”. Se o GDF está sem recursos hoje, Ananias afirma que vai piorar ainda mais. “Daqui a 2 anos, 130 auditores vão se aposentar, ou seja, sem concurso, teremos somente 36% do previsto para cobrir todo o Distrito Federal, o que é impossível”.

O governador deu a palavra sobre a concretização do concurso. "Eu me comprometo a realizá-lo, pois sei da importância de um quadro completo para o bom funcionamento das arrecadações no DF", afirmou Rollemberg.

Sobre o andamento do concurso, Jadson disse que já está autorizado e se encontra na Secretaria de Estado de Gestão Administrativa e Desburocratização do Distrito Federal (Segad). “Só falta dar seguimento”, finalizou.

Reunião na Segad

Na quarta-feira, 11, as duas entidades foram recebidas pelo secretário-adjunto de Gestão Administrativa e Desburocratização do Distrito Federal (Segad), Alexandre Ribeiro, e a subsecretária de Gestão de Pessoas, Ledamar Sousa. O deputado distrital Rodrigo Delmasso também participou do encontro, e se comprometeu a auxiliar a carreira no que for necessário junto à Câmara Legislativa.